Confira a declaração

Em uma entrevista com a Metal Insider, Max Cavalera falou da época em que deixou o Sepultura e criou o Soulfly. Confira seu depoimento:

“Lembrando o passado agora, foi um tempo muito difícil da minha vida, um período realmente duro, porque eu nunca pensei que eu fosse sair da banda. Pelo primeiro mês, eu nem queria tocar mais. Eu estava pensando ‘estou cansado disso’. Só queria ficar chapado e bêbado e não ligar pra nada. Mas daí aos poucos eu comecei a escrever algumas coisas e começou a sair, e tava ficando legal, porque eu estava atingindo os mesmos elementos que antes. Os riffs, estruturas, refrões, tudo isso era muito familiar. Mas foi uma época difícil e eu estou feliz que acabou. Nunca quero voltar praquele tempo.

Muita gente gostou muito do primeiro álbum do Soulfly, muita gente diz que é seu favorito. Talvez porque havia um pouco de desespero no álbum. É algo como se você tivesse perdido tudo e tem que começar de novo com o que você tem.

O Sepultura era muito próximo do meu coração. Era meu bebê. Agora depois de todo esse tempo e eu penso, Igor e eu deveríamos ter demitido os outros babacas e seguido com o nome. Porque nós não fizemos isso eu não sei. Naquela época eu não tinha a visão para fazer isso, então só me demiti”.

Categorias: Notícias