“É surreal”

Troy Sanders, baixista e cantor no Mastodon, falou com a Loudwire e com a hardDrive Radio sobre o prêmio que a banda recebeu no último domingo, 28, durante o Grammy Awards.

Indicada a Melhor Performance de Metal com a faixa “Sultan’s Curse” e Melhor Álbum de Rock com Emperor Of Sand, o Mastodon levou o primeiro prêmio para casa, vencendo de performances de Body Count, Code Orange, August Burns Red e Meshuggah.

“É surreal”, ele conta na entrevista, “Eu acho que é ótimo pela atenção que recebemos e não digo apenas nós mas todas as cinco bandas que foram indicadas para as categorias de Metal.”

Ele conta que a intenção ao fundar o Mastodon nunca foi receber prêmios e ser reconhecido como “o melhor” em alguma coisa, “Foi inesperado chegar a esse ponto, mas agora que estamos aqui e temos esse reconhecimento, eu só consigo pensar em coisas positivas.”

A edição do Grammy Awards de 2018 marcou a quarta vez que o Mastodon foi indicado para a categoria e Troy revela que eles nunca consideraram uma derrota não vencer nas edições passadas: “Eu nunca fiquei decepcionado em não ganhar das outras vezes porque eu não esperava que fôssemos ganhar.”

“Ouvir nosso nome ser chamado no domingo foi inesperado e então uma onda de emoções bizarras nos dominou – porque era algo que nunca esperávamos que ia acontecer”, ele confessa.

Confira as entrevistas logo abaixo:

Categorias: Notícias