Confira os depoimentos

Os vocalistas do Halestorm e Killswitch Engage Lzzy Hale e Jesse Leach postaram textos em seus perfis nas redes se pronunciando contra o cyberbulling após a morte do vocalista do Linkin Park Chester Bennington.

Bennington foi encontrado morto em sua residência no último dia 20, tendo cometido suicídio por enforcamento. O vocalista batalhou contra depressão, vício de álcool e outras substâncias e já revelou ter sido abusado quando criança.

O Linkin Park lançou o seu último álbum One More Light em Maio e foi uma das atrações do Maximus Festival em São Paulo este ano. A banda havia recebido várias críticas recentemente pela mudança do som, que se aproximava mais ao Pop.

Leia os textos de Lzzy Hale e Jesse Leach:

Lzzy Hale: “Descanse em paz, Chester. Nós perdemos a voz de uma geração hoje. Eu gostaria de lembrar a todos que me seguem que vocês nunca estão sozinhos. A vida é difícil e todos nós temos monstros internos que nós batalhamos contra todo os dias. E como seres humanos, façam a sua parte. Parem com o cyber bulling, e parem de odiar as pessoas por motivos estúpidos. E se ao invés disso você deixasse uma mensagem positiva de esperança e amor pelo Rock? Só uma palavra de bondade pode mudar a vida de alguém. Eu já vi muito disso no meu trabalho. Você é poderoso o suficiente para ajudar alguém ou machucar alguém. Então escolha espalhar a positividade. Chester, você fará falta e eu sinto muito que você sentiu que precisava ir embora desse jeito. Mas todas as pessoas que você curou através de sua música te agradecem por seu tempo aqui, e sua música viverá através de nós”

Jesse Leach: “Estou abismado com a falta de empatia e respeito por um ser humano (que por acaso é um músico) que morreu tragicamente. O fato de que alguém teria a audácia de criticar ou comentar sua música no dia que ficamos sabendo de sua morte é incompreensível para mim. Nós entendemos, você é super descolado e você não gosta de músicas que não são cool. Mas que insensibilidade, que jeito nojento e egoísta de se pronunciar. Pegue sua opinião e pode enfiar lá. Um colega músico cometeu suicídio hoje e tudo que eu consigo pensar é em sua família e seus amigos. Doenças mentais são muito comuns no mundo da música. Você deveria estar falando dessa tragédia com respeito, compaixão, dor e só. Guarde suas opiniões para você e deixe seus amigos e familiares passarem pelo luto. Só porque ele tinha uma vida pública não lhe dá o direito de julgar sua vida ou sua música nesse momento. Mostre um pouco de classe por favor. Minhas condolências para a família de Chester Bennington. Espero que ele ache paz na próxima vida ou mundo que ele estiver”

Categorias: Notícias