Veja declaração

Em entrevista a Rolling Stone, o baterista do Metallica Lars Ulrich foi questionado sobre se o Metallica pretende ficar na ativa por muito tempo. O baterista respondeu:

“O único aspecto que limitaria é o elemento físico disso. Se os braços, pernas, joelhos, cotovelos e gargantas e tudo mais, as costas e pescoços, se tudo ficar intacto, não vejo motivo pelo qual nós não faríamos isso por uma quantia significante de tempo”.

E a ideia de Lars é seguir fazendo álbuns: “Eu espero que a gente continue gravando álbuns até o dia que a gente colapsar. Isso é certamente o que inspira, o que dá a sensação de ainda fazer parte do jogo. Eu respeito nossos colegas que se sentem diferente, mas sentir que a gente ainda tem o que dizer é uma parte importante de se sentir vital, confiante e estar bem com você mesmo”.

Por último, Ulrich comentou a sonoridade de “Hardwired… To Self Destruct”, novo álbum do Metallica que sairá dia 18 Novembro: “Eu acho que esse álbum é um pouco mais punk em alguns sentidos e talvez menos progressivo. É tudo sobre os riffs e grooves. O que não tem é uma grande balada, tudo é bem para cima”.

Tags:
Categorias: Notícias