“Fiquei cheio disso”, disse Keith Richards em entrevista

Keith Richards e Ronnie Wood, dos Rolling Stones, conversaram com a revista Rolling Stone sobre a mais recente turnê da banda. De pontos altos, a dupla tem muitos para apontar. O fato da banda ter convencido Mick Jagger a começar os shows com “Street Fighting Man”. O cover de “Like a Rolling Stone” do Bob Dylan. E a apresentação da raridade de 1967, “She’s a Rainbow”.

Mas, Richards tem uma razão mais pessoal para comemorar: ele tem parado de beber. “Já faz um ano agora”, disse. “Eu desliguei o botão. Já estava cheio disso”. Ele admite ainda tomar “uma taça de vinho ou uma cerveja ocasionalmente”, mas esse já é um grande passo. “Foi o momento de parar”, segundo ele, “como todas as outras coisas. Mas eu não sinto diferença. Eu não quero mais beber mesmo”.

Wood, que ficou sóbrio em 2010 depois de décadas do abuso da substância, não poderia estar mais feliz. Ele sente muitas mudanças no amigo. “É um prazer trabalhar com ele. Muito mais carinhoso. Ele está aberto para novas ideias. Antes ele cerrava os dentes e ia”, disse.

“Só não estava mais funcionando, cara”, Wood falou sobre o vício do amigo. “Acho que o Keith que nos conhecíamos e amávamos chegou a um ponto em que passaria do ponto. Só mais uma bebida e as coisas ficariam feias. E ele percebeu isso”, completou.

LEIA TAMBÉM: “Talvez seja a última”, diz guitarrista do Rolling Stones sobre turnê

Confira mais notícias sobre: