Nesta semana, o Iron Maiden desembarca no Brasil para shows em São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro. Trazendo a tão falada Legacy Of The Beast Tour, os britânicos devem fazer apresentações incríveis, com muita música e teatralidade.

Todo mundo sabe como o Iron gosta de usar elementos cênicos no palco. Uma das curiosidades da turnê é a abertura com “Aces High”, precedida com um discurso de Winston Churchill.

O Wikimetal, em preparação aos shows, resolveu explicar essa referência, que envolve toda a história real por trás da faixa.

Para isso, precisamos voltar para a Segunda Guerra Mundial. Desde o início, em 1939, a estratégia de Hitler era expansionista, com o objetivo de invadir e anexar o maior número de regiões possível dentro da Europa. Para isso, o exército alemão, bem armado e treinado, realizava ataques relâmpago, chamados de “blitzkrieg”.

Em 1940, a Alemanha invadiu e tomou a França. A exemplo dos demais países invadidos, a França ofereceu pouca resistência e a chegada das tropas nazistas em Paris marcou o fim da democracia francesa.

Com a queda da França, a Inglaterra ficou isolada na Europa. Os nazistas acreditavam que a ilha iria oferecer pouca resistência, assim como havia sido na França. O plano de ataque nazista consistia em uma invasão aérea sobre Londres e, após a destruição da capital, seriam enviados navios que desembarcariam as tropas alemãs, submetendo definitivamente a Inglaterra. Hitler contava com a supremacia numérica dos recursos do exército alemão. Estima-se que a Luftwaffe, a força aérea alemã, contava então com, aproximadamente, três mil aviões contra apenas 500 caças ingleses.

Apesar da aparente fragilidade militar, os ingleses resistiram. Não só o exército, mas também a população, que construiu diversas barricadas em Londres e apoiou seus líderes – o Rei George VI e o primeiro ministro Winston Churchill – desde o primeiro momento. O grande destaque da resistência foi a RAF, a força aérea inglesa, que foi imortalizada em diversas obras artísticas, dentre elas, esta canção do Iron Maiden.

Uma das maneiras de Churchill manter a população engajada era através de seus famosos discursos. O que o Iron Maiden usa ficou conhecido como “We Shall Fight on the Beaches”, ou “Devemos lutar nas praias”:

“We shall go on to the end.
We shall fight in France
We shall fight over the seas and oceans.
we shall fight with growing confidence and growing strength in the air.
We shall defend our island whatever the cost may be
we shall fight on beaches, we shall fight on the landing grounds,
we shall fight in the fields and in the streets,
we shall fight on the hills.
We shall never surrender.”

Em tradução:

“Devemos seguir até o fim
Devemos lutar na França
Devemos lutar sobre os mares e oceanos
Devemos lutar com crescente determinação e crescente força no ar
Devemos defender nossa ilha, a qualquer custo
Devemos lutar nas praias, nos campos de pouso
Devemos lutar nos campos e nas ruas
Devemos lutar nas colinas
Não devemos nunca nos render”

O Iron Maiden, sempre considerando a história britânica muito preciosa, faz uma verdadeira ode à resistência contra o nazismo. Não é por acaso, por tanto, que a nova turnê traga um avião da Força Aérea Inglesa no palco.

Agora que a história está explicada, é só ir no show, sentir o discurso de Churchill e cantar “Aces High” a plenos pulmões.

Categorias: Notícias Opinião