Hetfield fala da imagem da banda

Em entrevista a Metal Hammer, James Hetfield foi questionado sobre o que ele acha que Cliff Burton teria influenciado no Metallica durante os anos 90, “desde o ‘Black Album’ em 1991 até o St. Anger em 2003”. James disse:

“Bom, eu certamente acho que haveria alguma resistência. Eu acho que o Black Album foi um grande álbum e eu aprecio o fato que nós tivemos coragem de fazer aquilo com o Bob Rock trabalhando com a gente. Tinha que acontecer, de verdade. Sabe, quando eu volto para ouvir o “…And Justice For All”, não poderíamos ficar só naquilo. Nós precisávamos de alguém novo, com ouvidos confiáveis. Mas acho que o Cliff teria intervindo com algumas coisas diferentes, teria feito o baixo ser audível, e teria adicionado mais desafios musicais, provavelmente. Eu certamente acho que na era do “Load” e “Reload”, eu teria um aliado que seria contra tudo – a reinvenção, ou a versão U2 do Metallica”

Pela citação, a Metal Hammer questiona se Hetfield quis dizer que ele também não era a favor da mudança da banda na época:

“Não, não, nem um pouco. Há músicas muito boas nestes álbuns, mas minha opinião é que a imagem e essas coisas não eram necessárias. E a quantidade de músicas que foi escrita acabou diluindo a potência do Metallica. E acho que o Cliff teria concordado com isso”

Tags:
Categorias: Notícias