A banda norte-americana Absu se envolveu em uma polêmica. A guitarrista Melissa Moore declarou ser transgênero e afirmou que isso custou sua vaga.

Melissa havia declarado ser uma mulher transgênero publicamente por preocupações quanto às primárias das eleições norte-americanas.

“A maioria de vocês me conhece de meus tempos como Vis Crom, no Absu, ainda que eu na época provavelmente não me parecia com uma Melissa. Eu sou uma mulher transgênero. Se você mora nos Estados Unidos, eu peço para que meus irmãos e irmãs verdadeiros do metal não votem na escória republicana em 6 de novembro. Eles estão iniciando o que é literalmente uma inquisição contra pessoas trans”, disse ela, citando perseguições e agressões contra transgêneros.

Melissa, que antes se chamava Matthew Moore, entrou no Absu em 2009 e tocou guitarra na banda até este ano. O grupo de Dallas é um dos mais tradicionais dos Estados Unidos misturando black, thrash e death metal, desde 1989.

No Twitter, ela afirmou: “perdi minha banda quando eu me declarei [transgênero]”. “É uma longa história e estou em um dia ocupado, mas o caso mais fodido de transfobia foi com meus companheiros de banda. A banda está parada e eu ainda estou perdida em como lidar com isso”.

LEIA TAMBÉM: Thrash metal de três garotas desafia preconceitos na Indonésia

Tags:
Categorias: Notícias