Confira mais um texto escrito por um de nossos WikiBrothers:

A prisão de Randy Blythe do Lamb of God em virtude da morte de um fã ocorrida pouco mais de 2 anos em um show deles na República Tcheca.”

Por Gilberto Morais

Olá amigos!

O título acima além de ser do primeiro álbum ao vivo do Exodus, já definia bem o que deveria ser a roda nos shows de Metal. Algo “violento” mas na boa, por pura diversão e sem vitimar e lesionar ninguém, pois este é o propósito, diversão acima de tudo e somos ou deveríamos ser um só e respeitar a integridade dos demais, zelando.

Não canso de ver em rodas aqui ou até mesmo em stage divings mal sucedidos, o povo abrindo um espaço para que a vítima se recomponha ou em caso mais sério, possa receber imediato atendimento médico e se recupere.

O motivo desta introdução é referente ao caso da prisão de Randy Blythe do Lamb of God em virtude da morte de um fã ocorrida há pouco mais de 2 anos em um show deles na República Tcheca em decorrência de uma suposta agressão do vocalista ou até mesmo de mal sucedido stage diving ou ainda contando com a colaboração do segurança e do próprio Randy, este talvez usando menos o poder da força para empurrar o fã de volta à plateia.

O fato é que lendo varias versões, eu não consigo e não posso afirmar o que de fato ocorreu, pois as versões são conflitantes.

Diversos vídeos tem sido expostos para tentar acusar e defender as partes envolvidas, mas não dá para chegar a um veredicto, de verdade.

Pelo menos, eu não tenho evidências suficientes para dizer, na minha opinião, quem estava errado na ocasião e detesto esta posição neutra, em cima do muro, pois não é da minha índole. Sempre tenho clara as minhas convicções.

No caso de invadir o palco, o fã tem que ter a devida ciência de vários fatores que podem comprometer a sua própria integridade e segurança:

Há clubes e venues que são amigáveis a esta prática e outras não, dai, é preciso avaliar previamente se deve ou nao praticar o stage diving.

Aquelas casas que tem grades e barricadas já demonstram claramente que são contra isso e o fato da grade ter um espaço vazio, é um risco e tanto de dar zica e o sujeito se machucar.

Jamais embace em cima do palco. Tanto bandas quanto seguranças ficam ariscos a fãs que ficam em cima do palco e principalmente vão com tudo pra cima de algum membro, ai predomina a autodefesa e o sujeito mesmo que não tenha a intenção de machucar ninguém e sim somente interagir, leva a pior.

Se for pra abraçar o seu ídolo, faça movimentos lentos e espere que ele seja receptivo, pois se já demonstrar que não for, nem chegue perto.

Entenda que a casa pode ser na boa quanto ao stage diving, mas determinado artista detesta e ele tem todo o direito disso, afinal, o palco é o campo de trabalho dele e sua área de segurança.

E procure no público também, seja nos circle pits, nas rodas de mosh e no wall of death, agitar, se divertir, mas não visando machucar o seu parceiro de roda.

E ajude quem sofrer uma queda e assim que você perceber isso, faça sinal para o povo evitar aquela área e se não for nada de mais, ajude o companheiro a levantar e continuar curtindo o show.

Sobre o incidente do Randy Blythe, só para concluir, acho que se ele deu umas porradas no fã como uma testemunha afirmou, isso não teria sido suficiente para causar hemorragia cerebral e morte, fato defendido por esta testemunha, inclusive.

Se foi o empurrão que para mim fica claro que o segurança usou de força considerável e o Randy bem menos foi uma fatalidade que como disse, todos que sobem ao palco estão sujeitos e deveriam estar cientes do risco.

Por fim, não sei se estão querendo extorquir o vocalista, mas me parece prudente retê-lo até que os fatos sejam devidamente apurados, provando sua culpa ou inocência no caso.

Eu não acho que se deva libertá-lo, como membros de bandas estão divulgando notas de apoio, muitas até soam meio corporativistas, até que tudo esteja claro e se comprovado que tenha culpa, deverá sim como qualquer cidadão pagar por seu erro. Não acho ele um assassino, mas no direito existe a questão culposa (quando não há intenção) e dolosa (quando há a intenção), mas em ambas há a prática de crime. Mesmo que tenha sido um mero acidente, provada a culpa e não o dolo, não acho válido prender o cara, mas aplicar penas alternativas, inclusive estimulando campanhas para que os jovens nao invadam palcos para que os riscos destes tipos de acidentes diminuam.

E provado que ele é inocente, ai sim, que soltem Randy Blythe e que o mesmo tome medidas legais com as acusações que vem sofrendo.

Até a próxima!

E lembrem -se: Good Friendly, Violent Fun. Mosh. Stage Diving, Wall of Death com consciência sempre. Da mesma forma que sexo seguro!

*Este texto foi elaborado por um Wikimate e não necessariamente representa as opiniões dos autores do site.

Clique aqui para ver os outros textos do WikiBrother Gilberto Morais.

Categorias: Opinião