O baixista do Nickelback falou sobre como é ser de uma banda que tanta gente odeia

Nickelback é provavelmente uma das bandas que mais gente odeia na América do Norte. Tanto é de se perguntar o que de tão terrível eles fizeram para a consciência pública. Chegou no extremo de pessoas que gostam da banda esconderem os álbuns e negarem serem fãs.

O baixista Mike Kroeger falou em entrevista sobre todo esse ódio. “Inicialmente, meio que feria nossos sentimentos. Acho que qualquer um no mundo se sente assim quando falam coisas negativas sobre você. Acho que, com o passar do tempo, meio que virou engraçado algumas vezes. As pessoas se esforçam tanto para serem más que perde o efeito”, comentou.

“Não importa se é minha banda ou não. Se alguém fala algo legitimamente engraçado, eu vou rir. Principalmente se for de mim”, continuou.

“Ás vezes as pessoas conseguem ser simplesmente escrotas e levam as coisas longe demais. Começar a verbalmente atacar nossos familiares e nos mandar ameaças de morte e coisas assim. É aí que você tem que dar um passo para trás e pensar, ‘Nós obviamente estamos fazendo algo certo se tem alguém que nos odeia tanto”. E você desencana porque tem coisas mais importantes para fazer. Eu não vejo motivo para reagir a essas pessoas escrotas. Mas quando é engraçado, é engraçado”, completou.

LEIA TAMBÉM: Nickelback quer gravar um álbum de covers do Slayer

Confira mais notícias sobre: