A banda Code Orange, que está chamando atenção do que nunca através de seu quarto disco, Underneath, apresentando uma nova fusão de metal industrial e metalcore, compartilhou em entrevista alguns comentários polêmicos, mas necessários sobre o gênero.

Em conversa com a Metal Hammer, a vocalista e guitarrista Reba Meyers afirmou, “Eu amo metal, mas precisa ter mais inovação. É esperado que seja o gênero mais inovador, mas no momento eu acho que está ficando para trás de outros gêneros”.

“Você dá uma olhada na lineup de um festival de metal, e as atrações principais são todas bandas dos anos 90. Se você olhar festivais como o Coachella, as atrações principais são artistas modernos”, afirma. “Os administradores dos festivais podem dizer ‘Ah, eles não tem fãs o suficiente’, isso não é apenas uma decisão deles, é uma decisão da indústria inteira. Quando você trata aquelas bandas como ‘menores’, elas vão ser olhadas como ‘menores’. Muito disso é uma questão de percepção”.

O baterista Jami Morgan concorda e complementa, “O metal é incrível, tem uma fã base fiel e bandas incríveis que abriram os caminhos ou que ainda são inovadoras. Mas, tem alguma nova banda que é uma das maiores bandas? Não. No rap, ou em qualquer outro gênero de música, as pessoas mais novas são as maiores? 100%. Esse é o problema”, finaliza.

Categorias: Notícias