ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 01 de abril às 14h05

O coronavírus é o assunto mais comentado nas últimas semanas e o número de casos tem assustado grande parte da população.

COVID-19 já foi confirmado em mais de 60 países e trouxe uma taxa de mortalidade de 3,4%, até o momento. Por esses números e outros dados, o OMS classificou o surto como uma pandemia e o caos tem só aumentado, desde então.

A proliferação do vírus tem causado inúmeras viagens às farmácias em busca de álcool em gel e outros produtos que podem ajudar na prevenção da doença. Além disso, diversos vôos estão sofrendo atraso ou cancelamento e com isso muito da indústria musical tem caído.

Com todo o caos atual, bandas precisaram adiar ou cancelar turnês, apresentações em festivais e outros eventos, e diferentes interações entre fãs e artistas, como meet and greet também estão cancelados.

Aqui nós listamos todos os eventos musicais que estão sofrendo com a doença – estamos sempre atualizando a lista com as novidades do coronavírus e o efeito dele no mundo da música.

NO BRASIL:

Sammy Hagar: o primeiro artista internacional a cancelar um show na América do Sul foi o ex-vocalista do Van Halen. Ele havia datas marcadas em todo o continente, mas precisou cancelar a turnê, devido ao coronavírus. Ainda não se sabe para quando os shows serão remarcados.

Lollapalooza: o Lollapalooza Brasil foi adiado para os dias 4 a 6 de dezembro e, segundo a produtora Time For Time, os headliners Guns N’ Roses, Travis Scott e The Strokes estão confirmados para a nova data. Já as edições da Argentina e do Chile anunciaram no início de março que o festival precisará ser remarcado, sem previsão, devido ao grande número de casos de coronavírus e a quantidade de artistas internacionais do lineup.

Offspring/Pennywise: o show das bandas no Teatro Flores, em Buenos Aires, Argentina, foi cancelado. A apresentação aconteceria no dia 12 de março. ATUALIZAÇÃO: o grupo anunciou nesse sábado, 14, que todos os shows marcados no Brasil foram cancelados e, quando o país se recuperar, eles serão remarcados.

Turilli/Lione Rhapsody: em uma publicação nas redes sociais, Fabio Lione anunciou que os shows que aconteceriam em março na América do Sul estão cancelados.

Converge: o grupo de metal e hardcore punk cancelou os shows que aconteceriam na América Latina esse mês. O grupo viria acompanhado do Tribal Seeds, que também cancelou a vinda.

Jinjer: a banda ucraniana se apresentaria no Brasil em março, porém precisou adiar o show para dezembro de 2020, devido à pandemia. As novas datas serão confirmadas e divulgadas em breve.

TesseracT: o grupo se apresentaria por toda a América do Sul em março, mas também precisou adiar a turnê para evitar aglomerações. Em São Paulo, eles se apresentam no dia 19 de setembro.

Crashdiet: a terceira vez do grupo no Brasil aconteceria, também, em março. Agora, a turnê sul-americana acontecerá em setembro nos dias 24, em Belo Horizonte, 25 em São Paulo, 26 em Curitiba e 27 no Rio de Janeiro. Mais datas podem ser divulgadas em breve.

Ratos de Porão: o show que aconteceria no dia 22 de março, celebrando a volta do João Gordo após ter sido hospitalizado, precisou ser adiado, porém ainda sem data de previsão.

Sonata Arctica: a banda finlandesa de power metal adiou os shows que aconteceriam no começo de abril para novembro desse ano. As novas datas devem ser divulgadas em breve.

Armageddon Metal Fest: o evento, que aconteceria dia 30 de maio, está remarcado para o dia 1º de maio de 2021, devido ao surto do COVID-19. Todos os ingressos já adquiridos serão válidos para a nova data do festival.

Sons of Apollo: a banda de metal progressivo adiou sua turnê latino-americana marcada, originalmente, para o mês de abril. As novas datas foram marcadas para o mês de julho: dia 3 em São Paulo, no Tom Brasil, e dia 5 no Circo Voador, no Rio de Janeiro.

TesseracT: impedidos pela COVID-19, como tantos outros artistas, os ingleses remarcaram o show de São Paulo para o dia 19 de setembro. Em seguida, o grupo passará por Buenos Aires, Santiago, Bogotá e Cidade do México.

Metallica: a banda, que se apresentaria em abril no Brasil, anunciou que virá ao país apenas em dezembro, por recomendações da produtora responsável pelo show, a Live Nation. A turnê começará no dia 14 de dezembro em Porto Alegre no Estacionamento da FIERGS – originalmente, o grupo ser apresentaria em abril na Arena do Grêmio, porém devido ao calendário esportivo do estádio, a produtora precisou mover o show de local. O grupo, então, irá para Curitiba tocar no dia 16 no Estádio Couto Pereira, e, em seguida, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, no dia 18, e no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, dia 20.

Kiss: o giro End of The Road World Tour, que marca a despedida da banda dos palcos, aconteceria no país entre os dias 12 a 21 de maio, e, agora, ganha novas datas em novembro desse ano. Brasília, no dia 10 de novembro no Ginásio Nilson Nelson, em Uberlândia, dia 12, no Estádio Parque do Sabiá, em São Paulo, dia 14 de novembro, no Allianz Parque, em Ribeirão Preto, dia 15, na Arena Eurobike, em Curitiba, dia 17, na Pedreira Paulo Leminski e em Porto Alegre, dia 19, local ainda não definido.

Emperor: a banda norueguesa adiou o show de estreia no Brasil por conta das ações preventivas para conter o avanço do COVID-19. A apresentação estava marcada para o dia 28 de maio, no Tropical Butantã, e foi remarcado para o 26 de novembro, na Audio, em São Paulo.

NO MUNDO:

Testament: a banda tinha show marcado em Milão no dia 25 de fevereiro e até o momento não marcou uma nova data.

Lacuna Coil: após a viagem para a América Latina, o grupo passaria por Dubai, Bangkok, Melbourne, Sydney, Tokyo, Osaka, Singapura e Jakarta. Todas esses shows foram cancelados.

Marilyn Manson: o cantor cancelou o show que aconteceria dia 18 de março em Hong Kong, porém sem citar o coronavírus como motivo.

Slipknot: diversas datas da turnê do disco We Are Not Your Kind foram canceladas. Shows na Ásia precisarão ser remarcadas, além do festival Knotfest que aconteceria no Japão.

Trivium: o grupo passaria pelo Japão, Singapura, Tailândia, Indonésia e daria início a um giro na Europa. Todas essas datas foram canceladas.

Machine Head: com diversas datas na Europa, o grupo precisou canceladas todas elas, inclusive as do Reino Unido, que teria o primeiro show no dia 19 de abril.

Papa Roach: o grupo, que estava em turnê pela Europa precisou cancelar os últimos cinco shows do giro após recusa dos governos europeus em receber “eventos com concentração grande de pessoas”.

Pearl Jam: em um comunicado nas redes sociais, o grupo anunciou que precisou adiar algumas datas da turnê norte-americana que divulgaria o disco Gigaton, previsto para lançamento no dia 27 de março.

A mensagem aos fãs é emocionante e diz: “É com profunda frustração e arrependimento que somos forçados a fazer esse anúncio dos mais infelizes. Com certeza não ajudou que não há mensagens claras do nosso governo em relação à segurança das pessoas e nossa habilidade de fazer nosso trabalho. Sem exemplos da habilidade de nosso departamento nacional de saúde para antecipar a situação, não temos motivos para acreditar que estará sob controle nas próximas semanas.”

The Who: o grupo britânico estava se preparando para apresentar onze shows em todo o Reino Unido quando precisou cancelar as datas, inclusive a apresentação no Royal Albert Hall, em Londres, no dia 28 de março, em prol da fundação Teenage Cancer Trust.

Green Day: o trio cancelou toda a turnê asiática por receio de aglomerações e de viagens que precisaria fazer, tendo cancelado, inclusive, shows em países que ainda não tiveram casos de coronavírus confirmados.

Kiss: antes de ter divulgado o cancelamento dos últimos três shows da turnê End of The Road, o Kiss precisou cancelar todos os meet and greets da turnê, por medo de agravar a situação. As apresentações que aconteceriam nos EUA foram remarcadas para outubro.

Set it Off: grupo cancelou a turnê da Ásia e as datas dos shows que iriam abrir para o Jimmy Eat World.

South by Southwest (SXSW): o evento de tecnologia e cultura que acontece há 34 anos em Austin, no Texas, precisou cancelar toda a programação por pedido do governo de Austin. Empresas, artistas e fãs planejavam ir ao evento.

Coachella: um dos maiores festivais dos Estados Unidos precisou adiar a edição de 2020 para outubro. O evento aconteceria nos fins de semana dos dias 10-12 e 17-19 de abril, porém com casos de coronavírus em todo o mundo, inclusive na cidade que acontece o festival, as datas estão canceladas.

Rock and Roll Hall of Fame: o evento anual de introdução ao Hall foi adiado para o dia 7 de novembro, pensando na “saúde e na segurança dos nossos convidados e artistas”, segundo o presidente do Hall of Fame, Joel Peresman. A cerimônia aconteceria do dia 2 de maio no Cleveland’s Public Hall.

The Hellacopters: no dia 13 de março, o Hellacopters se apresentaria no Teatro Flores, em Buenos Aires, Argentina, porém, o show foi cancelado. O show em São Paulo no dia 14 está confirmado, segundo declaração da banda nas redes sociais.

Between the Buried and Me: o grupo norte-americano de metal progressivo precisou cancelar o show que faria no Uniclub, em Buenos Aires, Argentina, no dia 14 de março. Informações são da produtora California Sun. As demais datas da turnê sul-americana ainda se mantém.

The Decibel Tour: a turnê que levaria Mayhem, Abbath, Gatecreeper e Idle Hands para Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos, foi cancelada devido a proibição de aglomerações das autoridades dessas cidades.

Inferno Metal Festival: o festival Inferno que acontece na Noruega entre os dias 9 e 12 de abril anunciou o cancelamento da edição de 2020, após o país proibir qualquer evento público até o final de abril, esse prazo podendo se estender em até quatro ou cinco meses. Segundo uma declaração da organização do Inferno, é provável que a edição não aconteça, já que não se sabe quando o país voltará a receber eventos.

Tool: o grupo adiou dois shows que faria nos Estados Unidos: 14 de março em Idaho e dia 16 em Utah. Ambos fazem parte da turnê norte-americana do grupo em apoio ao disco Fear Inoculum, lançado em 2019. Segundo uma declaração da banda nas redes sociais, eles escolheram adotar uma abordagem de “um dia de cada vez” e por enquanto não mudaram as datas do restante da turnê.

Rage Against the Machine: a primeira parte da turnê de retorno da banda foi adiada. Os shows aconteceriam entre 26 de março e 20 de maio e foram adiados, ainda sem previsão. As apresentações que estavam marcadas para julho e agosto não sofreram alterações até o momento.

Pixies: a reta final da turnê do grupo na Austrália foi adiada, sem previsão. A banda pediu para os fãs manterem os ingressos comprados, pois eles remarcarão os shows. 

Iggy Pop: o cantor adiou grande parte da turnê francesa, tendo alguns shows já remarcados para setembro. As outras datas devem ser divulgadas em breve.

Live Nation: a empresa aconselhou todos os artistas que produz a cancelarem as turnês atuais até o fim de março. A produtora irá rever as datas no início de abril.

Pussy Riot: o grupo estava previsto para iniciar a turnê norte-americana no dia 12 de março, porém as datas precisaram ser canceladas e, segundo uma declaração, devem ser remarcadas apenas para o segundo semestre.

Record Store Day: o evento, que tem como propósito novos lançamentos de álbuns e vinis de artistas, aconteceria em abril, no entanto, tem uma nova data marcada para o dia 20 de junho.

Sepultura: a banda brasileira estava prestes a embarcar em uma turnê norte-americana para divulgar o recém lançado disco, Quadra. Por conta da proliferação do vírus, o grupo anunciou que irá adiar todas as datas, ainda sem previsão.

Glastonbury: um dos maiores e mais antigos festivais do mundo anunciou que a edição de 2020, que celebraria os 50 anos do evento, foi cancelado. O festival aconteceria entre os dias entre os dias 24 e 28 de julho em Worthy Farm, no Reino Unido. Entenda mais aqui.

Foo Fighters: a banda sairia em turnê para celebrar os 25 anos de carreira, porém precisou cancelar todos os shows.

Rolling Stones: o grupo sairia em uma turnê norte-americana antes do surto do coronavírus ter tomado proporções gigantescas. Agora, os Stones aguardam novidades para remarcar as datas.

Download Festival: a edição de 2020 do festival está oficialmente cancelada, e, segundo os organizadores, o evento acontecerá apenas em 2021. O evento de rock e heavy metal aconteceria do dia 12 à 14 de junho, em Castle Donington, na Inglaterra, e teria como headliners nomes como Iron Maiden, Kiss e Systeam of A Down.

Categorias: Notícias