Declaração foi feita para a Revolver

Em nova entrevista, o vocalista do Slipknot Corey Taylor disse ter sentido a responsabilidade em falar sobre ter sido sexualmente atacado quando tinha 10 anos de idade por outro menino que vivia no mesmo bairro.

A revelação foi feita em episódio do programa “The Therapist” pelo vocalista e em recente entrevista à Revolver, Corey disse que sentiu a “responsabilidade” em falar sobre o tema como forma de “inspiração e direcionamento” para fãs que possam estar passando por tempos difíceis.

“Existe uma responsabilidade não escrita que vem junto com tudo isso, que faz com que as pessoas olhem pra você em busca de inspiração e direcionamento, quer você queira, quer não.

“Eu eu sei que um monte de gente não gosta dessa responsabilidade. Eu levo isso muito, muito a sério. Então de certa forma, eu tento ser um exemplo. E sim, é desconfortável se abrir desse jeito, mas ao mesmo tempo, se você não pode falar de um problema, como você vai resolvê-lo?”

“Eu também sei que existe um gigantesco estigma que vem com o lance de fazer terapia e lidar com problemas e demônios. Um monte de gente não quer falar disso ou só minimiza ou tenta tirar sarro de quem têm esses problemas. Eu estou tentando quebrar isso mostrando que sim, eu faço terapia e ainda estou tentando resolver meus demônios e as coisas pelas quais passei na vida. Se eu vou resolver tudo algum dia? Provavelmente não. Mas é por isso que é um processo.

Então se de alguma forma, mostrar abertamente tudo que eu passei, ajuda outras pessoas a iniciarem os seus processos também, aonde está a parte negativa disso?”

Categorias: Notícias