O músico falou sobre a situação atual do mundo

Em uma entrevista ao Newsweek, o frontman do Iron Maiden Bruce Dickinson relembrou do show que a banda apresentou em 1984 em uma campo de concentração na Polônia durante a turnê Powerslave.

Dickinson conta que o lugar era assustador, “O polonês que nos levou vai sempre lá e eu fiquei ‘Como pode?’ Eu não consegui ficar mais de duas horas. Você pode sentir a maldade no ar.”

Referindo-se a situação mundial atual, ele disse: “Nós pensamos que somos modernos porque estamos no século 21, mas estamos a um passo de outro Auschwitz e não só com judeus.

Há um equivalente a isso acontecendo no mundo todos os dias. Você pensa ‘Quando começamos a evoluir?’ e então algo louco acontece como Las Vegas, e então te faz pensar ‘Qual o problema dos seres humanos? Todos nós somos capazes disso?’”.

O músico também falou sobre Auschwitz em seu novo livro What Does This Button Do? lançado em Outubro de 2017.

Categorias: Notícias