Leia a declaração na íntegra

O baterista fundador do Black Sabbath Bill Ward publicou hoje em sua página oficial no Facebook uma declaração sobre a sua relação com a banda e, principalmente, com Ozzy Osbourne.

Confira abaixo a transcrição do texto de Ward:

“Caros amigos,

Espero que todos estejam bem e com bons espíritos. Eu não fiz nenhuma declaração pública sobre a minha relação com o Black Sabbath desde Fevereiro de 2012. Hoje eu quero falar sobre a relação em um declaração formal. Obrigado.

Eu não rompi e nem descontinuei minha relação com o Black Sabbath, mas, desde 2012, os frequentes comentários equivocados sobre a minha pessoa e sobre mim como músico tem causado a minha reclusão e meu distanciamento emocional e espiritual com Ozzy. Discordo com sua retórica acima de tudo. As repetidas informações inexatas sobre mim me fazem obrigado a confrontar o assunto. E agora, com o lançamento eminente do álbum do Bill Ward Band, e com rumores de um novo projeto do Sabbath, sinto que seja um momento apropriado para falar honestamente e sem cinismo.

Sempre há a especulação de uma volta da verdadeira e original formação do Black Sabbath para uma nova turnê ou álbum. É com o coração triste que digo que não vou participar de nenhum projeto musical até que as coisas que foram faladas sobre mim sejam corrigidas. Eu admito, tenho pouca senão nenhuma fé neste cenário, mas primeiramente eu espero que Ozzy reconheça as declarações que fez sobre mim que não são verdade. Eu gostaria que Ozzy retratasse suas opiniões e exageros. Eu gostaria que ele falasse sobre seu ponto de vista distorcido. E porque eu fui castigado publicamente, eu gostaria que ele retratasse publicamente e em suas próprias palavras, e não através de um representante seu, que é a natureza de todo o mal. Eu não gostaria de continuar com esse dilema não tendo sido resolvido. Eu não acredito que relações que foram fortes no passado podem continuar fortes simplesmente escondendo a sujeira embaixo do tapete, ou apenas pedindo ‘desculpas’, ou ‘ah, isto já passou’. Não funciona assim para mim. É apenas consertando os erros que se resolve, e é isto que é preciso para que voltemos a ser amigos novamente.

Ainda por fazer e ainda distante está um contrato assinável. Eu preciso de um contrato que seja justo para que possamos pensar em tocar juntos novamente. Quero um contrato que eu possa aprovar. Esta é minha verdade e minha posição. Eu não ouvi nada além de insultos e falsas afirmações, e se como banda ou indivíduos eles desejam continuar na mesma linha, qualquer noção de um lineup original do Black Sabbath continua distante.

Colocado simplificadamente, a bola está com eles. Eu sinto muita falta de tocar com eles e deles como pessoas. Estive de coração partido com a perda de quem eu pensei que nós éramos. E agora vocês sabem a minha posição na história.

Muito em breve a minha banda BWB lançará um novo álbum, ironicamente intitulado “Accountable Beasts”. Eu re-ativei a banda em Maio de 2012 e em uma jornada descontínua para gravar nós finalmente chegamos ao nosso destino – uma boa mixagem, e uma boa masterização. Agora estamos colocando os retoques finais no encarte.

Há muitos outros projetos em diferentes estágios e eu espero trazer mais notícias com o desenrolar das coisas neste ano. Eu estive muito feliz escrevendo músicas, tocando bateria e trabalhando com outros músicos. Eu fui abençoado com visões musicais e a habilidade de colocá-las em prática. Estou caminhando ao futuro com uma visão otimista.

Aos fãs de Sabbath, eu amo vocês muito. Vocês são pessoas extremamente especiais. Vocês arrasam. Eu fiquei realmente triste desde Janeiro de 2012 quando a união foi desmantelada. Continuo fiel a vocês e honesto comigo mesmo. Se eu não tivesse me mantido honesto eu teria me arruinado há tempos. Estou com as mãos junto às suas e quero conhecê-los melhor. Fiquem bem e fortes. Agora é hora de enfrentar as consequências da minha declaração e voltar ao que está diante de mim.

Com carinho,
Bill Ward”

Ler todas as noticias do Wikimetal News

Categorias: Notícias