Confira a declaração

Em uma entrevista a Rolling Stone, o vocalista do Black Sabbath Ozzy Osbourne falou sobre a ausência do baterista Bill Ward na última turnê da banda. Ozzy disse estar triste que Ward não fez parte dos shows, e sobre a possibilidade de Ward aparecer no último show da banda, em Birmingham, Ozzy disse: “Toda vez que eu tento falar com o Bill ele grita comigo sobre algo”.

Bill Ward então postou um texto em seu Facebook oficial, respondendo os comentários de Ozzy. Confira o texto na íntegra:

“Resposta ao Ozzy dizendo que está triste sobre a ausência de Bill Ward.

Ozzy nunca tentou se comunicar desde 26/27 de Janeiro de 2012 quando ele me ligou para ver quando eu chegaria no Reino Unido para fazer parte dos ensaios para o CD “13”. Desde essa última ligação ele nunca mais tentou falar comigo, e eu não tentei falar com ele.

Ozzy está triste que Bill acabou não vindo. Ozzy precisa checar os fatores que me impediram de ir. O contrato era impossível de assinar. A retórica do grupo desde 2012, 2013 e até hoje foi para achar culpa, me condenando e cheia de desonestidade comigo como pessoa, incluindo os meus supostos ‘problemas de saúde’. Se eu tivesse assinado o contrato eu suspeito que não haveriam me rotulado como tendo pobre saúde ou todos os outros julgamentos que me foram feitos.

Como lembrete, em Setembro de 2015 nós perguntamos para um representante do Sabbath se haveria uma abertura para eu tocar com a banda novamente. O representante respondeu ‘não’. É difícil aparecer quando você recebe um ‘não’.

Eu amo todos os fãs do Sabbath ao redor do mundo, e a ideia de que eu tocaria em Birmingham é emocionalmente de partir o coração, e ao mesmo tempo rancoroso. Acho que os fãs do Sabbath que amavam a banda original já passaram por decepção e tristeza o suficiente. Para mim, tocar em Birmingham apenas seria, eu acho, discriminatório e elitista para as outras pessoas ao redor do mundo. Eu nunca poderia ser discriminatório ou elitista com nossos fãs.

Já foi triste o suficiente não tocar no álbum e na turnê e será triste não tocar para os fãs em Birmingham. Por favor saibam que estas circunstâncias não foram criadas por mim. Não é o que eu gostaria ou o que eu teria escolhido. Se vocês tivessem que escolher assinar ou não um contrato que minimiza você e te desvaloriza, eu imagino que a maioria de vocês teria a dignidade e auto-respeito para cair fora também.

Minha ausência nos shows atuais e no futuro dos shows em Birmingham reflete uma inegável sacanagem que meus acusadores não suportam admitir. Isso se chama egoísmo e egocentrismo. Desonestidade e deslealdade. Esses são os motivos do falecimento da formação original do Sabbath.

Bill”

Categorias: Notícias