Confira sua lista

O baterista fundador do Black Sabbath Bill Ward foi o novo entrevistado na Rolling Stone, que tem pedido para diversos nomes do Metal listarem os seus 10 álbuns favoritos. A revista questionou os músicos durante o processo de compilação da sua lista dos 100 melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos.

A Rolling Stone também pediu as listas Lars Ulrich, Rob Halford, Ozzy Osbourne e Corey Taylor do Slipknot.

Veja a lista de Bill Ward:

10. Dead Cross, ‘Dead Cross’ (2017): “Eu comprei este álbum faz três semanas e ele é destruidor. Eles estão usando efeitos sonoros. E claro, eu gosto muito da bateria de Dave Lombardo”

9. DevilDriver, ‘Beast’ (2011): “Tem umas melodias incríveis, umas coisas melódicas muito boas, e esses caras cantam com várias vozes, fazem harmonias. O produto final é muito bom, muito bom de ouvir”

8. Fear Factory, ‘Mechanize’ (2010): “O motivo pelo qual eu escolhi este álbum em particular é porque eu gosto da música “Christploitation”. É uma das minhas músicas favoritas. Um piano devagar, e o baterista Gene Hoglan está em todo lugar. Se você quer ouvir o futuro, ouça o Gene Hoglan em “Christploitation”.

7. Krisiun, ‘Southern Storm’ (2008): “É simplesmente ótimo. Esta é uma das minhas bandas underground favoritas. Todas as faixas são muito, muito boas. Eles são um ótimo exemplo do que é Heavy Metal, ou o que eu considero Heavy Metal”

6. Type O Negative, ‘October Rust’ (1996): “Eles têm algo muito atraente. Eu acho que é uma das bandas que ou você ama 120% ou você meio que não sabe. Meio que nem o Sabbath. Bem alto, bem poderoso”

5. Motörhead, ‘The Wörld Is Yours’ (2010): “Eu gosto de muitos álbuns do Motörhead. O motivo pelo qual eu escolhi este foi porque foi um dos últimos grandes álbuns que eles fizeram e faz sentido. A faixa “Brotherhood of Man” faz muito sentido na sociedade de hoje. Faz mais sentido hoje do que nunca. Eu toco o tempo inteiro no meu programa de rádio.”

4. Judas Priest, ‘The Best of Judas Priest: Living After Midnight’ (1997): “O Sabbath era quem ele era e o Judas Priest estava lá do lado. Eles estavam fazendo a sua música, eles e o Iron Maiden. Bandas que se construíram, têm alma, sabem quem são. E eles sabem o que é Metal. Eles entendem o básico, o Metal primitivo.”

3. Slipknot, ‘.5: The Gray Chapter’ (2014): “Tem umas letras muito hardcore neste álbum. Não estou dizendo que não tinha antes, eles sempre foram bem hardcore mas foi isso que me atraiu, foi o que me fez decidir nele. E todos tocam muito bem neste álbum”

2. Metallica, ‘Metallica’ (1991): “O Black Album é muito bom de ouvir para mim, é bom para o ouvido, para o coração, foi bom na época. Eu me senti grato por este álbum ter saído, porque pareceu um novo caminho, porque eu sentia que havia uma lacuna desde o lançamento de Heaven And Hell. Tinham acontecido algumas coisas, mas eu não conseguia me empolgar com nada naquele período. Então quando o Black Album saiu, ele me reuniu com o Metal. Então é muito importante para mim. Eu amo todas as faixas”

1. Black Sabbath, ‘Master of Reality’ (1971): “Eu gosto de todos os álbuns do Sabbath que eu fiz, mas eu gosto demais do Master Of Reality. Eu gostei porque a banda já estava na estrada, já era uma banda de turnê. Nós não saíamos da estrada há tempos e amadurecemos muito. Não estou dizendo que os outros dois – Black Sabbath e Paranoid – não eram maduros. Acho que eram na verdade. Mas tem algo com o Master. Tem algo diferente nele. Sempre foi um de meus favoritos. Eu realmente gosto muito deste álbum”

Categorias: Notícias