Guitarrista postou no Facebook

O guitarrista do Testament Alex Skolnick postou um texto no Facebook defendendo o polêmico dueto do Metallica com a Lady Gaga, que aconteceu no Grammy no último final de semana.

A apresentação foi marcada pelo problema técnico no microfone de James Hetfield, que não funcionou por grande parte da apresentação, e pela apresentadora Laverne Cox que ao introduzir o ato se esqueceu de apresentar o Metallica. Veja seu texto:

“Uma boa ideia na teoria. Deveria ter ficado para a história como um grande acerto. Infelizmente foi ofuscado por problemas no microfone (não dá para culpar ninguém da performance) e introdução falhada (por favor, certifiquem-se de que os apresentadores ensaiem antes de entrar no palco) (…)

Vi alguns comentários acusando Lady Gaga por deixar James na mão dizendo ‘ela não ajudou’, enquanto outros argumentam que ela ‘salvou ele’ e ‘salvou o dia’. Os dois estão errados: Ela (e os caras) estavam todos usando fones que – como todo mundo que já usou pode dizer – fornece uma mix diferente da que o público recebe. Você não ouve mais nada. A primeira coisa que você assume quando não ouve uma voz ou outra parte que deveria estar lá é que existe um problema com o fone que você está usando, o que realmente acontece várias vezes (quem adivinharia – no calor da apresentação – que o microfone de Hetfield não estaria ligado? No Grammy?!).

Em outras palavras, ela não fazia ideia e só fez a parte dela. Então com tudo isso, aos que falaram mal, acho que vocês deveriam considerar o seguinte:

A) Que outra popstar mainstream ousaria subir ao palco com o Metallica (ou qualquer outra banda de Metal)?

B) Quem mais conseguiria fazer uma performance com Tony Bennett em um momento e com o Metallica no próximo, com amor e apreciação igual por ambos?

C) Claro, foi um pouco extravagante para quem está mais interessado no Metallica do que nela. Mas também, ela é a Gaga, extravagância é seu nome do meio, ou deveria ser.

D) Sim, ela tem uma performance bem teatral, mas ela também é alguém que pode destruir só com voz e piano (o que eu espero que ela faça mais um dia.

E) Dado o interesse dela e de Lars de fazer o inesperado com a música, fazia muito sentido que os dois trabalhassem juntos.

F) No fim das coisas, ela soou bem no tom, se você desconsiderar a imagem e só ouvir? Claro que sim! Grande escolha de música também.

A única coisa que eu mudaria (além dos problemas que foram acidentais) é isso: Por que raios havia uma aula de zumba acontecendo em cima do palco? De quem foi essa ideia? Coloquem uns fãs de verdade lá para dar o efeito rock (que o Metallica faz em alguns shows), mas um monte de dançarinos e modelos pop em vestimentas tipo Metal deu uma energia muito estranha. Fora isso, é tudo positivo e eu realmente espero que eles ajeitem e tentem novamente”.

Veja o vídeo da performance:

Categorias: Notícias